No ar

Marcio Pedro

Programa Marcio Pedro

17:00 - 17:59 com Marcio Pedro

No ar - Programa Marcio Pedro Ouça ao vivo

  • Jogo AD AGN FINAL
  • Aniversário Rádio Capinzal 38 anos
  • Aniversário Rádio Capinzal 38 anos 2
  • Aniversário Rádio Capinzal 38 anos 3

Sindicalistas se mobilizam para cobrar do governo providências sobre a crise na produção leiteira

Sindicalistas se mobilizam para cobrar do governo providências sobre a crise na produção leiteira

A crise na produção leiteira foi tema de uma reunião na tarde desta segunda-feira (02) no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ouro. O encontro foi conduzido pelo coordenador microrregional dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais do Baixo Vale do Rio do Peixe e presidente do Sindicato de Jaborá, Genoir Batistoni.

A reunião contou com a presença de presidentes dos demais Sindicatos, representantes da Epagri, Secretários Municipais de Agricultura e do assessores parlamentares dos deputados Neodi Saretta (PT) e Pedro Uczai (PT). 

A principal reclamação se deve ao aumento na produção e ao mesmo tempo a queda no consumo por conta da crise. Outro fator negativo para os produtores é o aumento da importação de leite em pó de outros países, como do Uruguai e Argentina.

Durante o encontro foi decidido pelo encaminhado de um documento (Carta do Leite) objetivando sensibilizar o governo estadual e federal para que sejam adotadas providencias urgentes que possam reverter este quadro desfavorável à cadeia produtiva de Santa Catarina.

 

Carta do Leite

Os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Microrregião do Baixo Vale do Rio do Peixe que compõem os municípios: Ouro, Capinzal, Piratuba, Ipira, Peritiba, Jaborá, Lacerdópolis, Joaçaba, Herval D'Oeste, Erval Velho, Catanduvas e Vargem Bonita  preocupados com a crise que os produtores de leite vem passando, resolvem:

Considerando:

A crescente importação de leite nos últimos meses do Uruguai e da Argentina;

A retração no consumo, com a instabilidade econômica do país impondo o aumento da taxa desemprego;

A diminuição do poder de compra dos brasileiros refletindo diretamente no consumo;

A falta de um estoque regulador por parte do Governo Federal para garantir o preço para quem produz.

Sabemos também que:

Vivemos uma situação atípica nestes últimos meses: maio,  junho,  julho, agosto e setembro,  denominado período de "vacas gordas" para o leite, mas temos uma desvalorização violenta do produto;

O Estado Catarinense é o 4º maior produtor nacional de leite gera quase 3 bilhões de litro/ano;

Oeste catarinense  responde por 75% da produção do Estado;

Somos mais de 80 mil produtores de leite que geram 8,3 milhões de litro dia;

A indústria catarinense está estruturada para processar até 10 milhões de litros dia;

O estado de Santa Catarina teve em 2016 um aumento na captação do leite pela indústria de 3.82% enquanto no Brasil teve uma redução de 3.7%.  

Tivemos nos últimos meses uma redução crescente do litro pago ao produtor, inviabilizando a manutenção da estrutura da produção comprometendo principalmente produtores da agricultura familiar.

A partir desta situação queremos manifestar nossa preocupação com:

As consequências vividas pelos nossos produtores rurais, muitos deles, tem nesta iniciativa de produção de leite sua fonte principal de renda da propriedade;

O baixo poder de compra do consumidor, a falta de uma política inclusiva que garanta estabilidade ao produtor  na produção do leite;

A necessidade da aprovação do projeto de Lei Estadual Nº 0135.4/2016, que está tramitando na Assembleia Legislativa, dispõe sobre a obrigatoriedade das empresas de beneficiamento e comércio de laticínios, no âmbito do Estado de Santa Catarina, informarem aos produtores de leite, na ocasião do pagamento, o valor mínimo a ser pago pelo litro do leite do mês subsequente.

A postergação da divida de financiamento dos produtores do leite, bem como redução dos juros;

Incentivo fiscal para a Indústria  que adquirir leite da agricultura familiar;

Garantia de preço mínimo, 30% acima do custo de produção.

Queremos o engajamento de todas as nossas lideranças políticas das esferas: Federal, Estadual e Municipal para buscarmos alternativas de aumentar o consumo do leite, combater o desemprego, investir em programas sociais, garantir o preço mínimo,  cancelar a importação do leite, criar um mercado regulador, enfim valorizar nosso produtor rural, principalmente da agricultura familiar, que ele continue produzindo e tendo sua renda digna.

É da terra que ele tira seu sustento é na produção que ele vive engrandece nosso rico Estado.

OBS: A carta foi assinado por todos presidentes dos sindicatos presentes na reunião e deverá ser encaminhada a todas as nossas lideranças: Governador, deputados: estaduais e Federais, Senadores, Secretário da Agricultura, Conselhos de Agricultura, Prefeitos e Vereadores, Lideranças sindicais, Federações.)


Publicado por: Jardel Martinazzo Data: 03/10/2017 09:39



Principais Notícias

Publicado em 14/12/2018 13:51 por Marlo Matielo

Capinzal promoveu evento para marcar o encerramento das atividades com a melhor idade em 2018

A Administração Municipal de Capinzal promoveu na tarde desta quinta-feira, dia 13, no Centro Educacional Prefeito [...]

Publicado em 14/12/2018 08:50 por Jardel Martinazzo

Zortéa abre neste final de semana a programação natalina

O município de Zortéa abre neste domingo, dia 16, a programação natalina. Denominado “Um Encanto de Natal” o [...]

Publicado em 13/12/2018 08:29 por Jardel Martinazzo

Realizado em Capinzal a primeira edição do projeto Tomi Talks

Ocorreu na noite de segunda-feira (10) no auditório da Escola Mater Dolorum a 1º edição do projeto TOMI TALKS. O [...]

Outras notícias

Publicado em 14/12/2018 09:23

Os 70 anos dos Direitos Humanos e a universalização de direitos na sociedade

“Onde, afinal de contas, começam os direitos humano? Em pequenos lugares, [...]

Publicado em 14/12/2018 08:10

Blockchain: O mundo mudará sua forma de fazer negocios!

O Blockchain causará no mercado financeiro a mesma revolução que a internet [...]

Publicado em 14/12/2018 08:04

NA FASE DAS DESCOBERTAS, ARRISQUE-SE!

O corpo estende-se, mamilos crescem, músculos começam a se definir, fiozinhos [...]

Publicado em 14/12/2018 08:01

QUANTO PIOR MELHOR!

Quem estuda a História do Brasil, percebe que com a chegada dos portugueses, [...]

Publicado em 14/12/2018 07:58

UMA VOZ CLAMA NO DESERTO

Esta poderia ser uma idéia central, nestas primeiras semanas do tempo de [...]

Publicado em 11/12/2018 06:22

Câmara de Vereadores de Ouro realizou a última sessão ordinária do ano na noite desta segunda-feira

A Câmara de Vereadores do município de Ouro realizou a última sessão [...]