No ar

Pastor Claudemir Lemes Lopes

Semeando a Palavra

20:00 - 20:59 com Pastor Claudemir Lemes Lopes

No ar - Semeando a Palavra Ouça ao vivo

O SEGREDO ESTÁ NOS BONS LIVROS

O  SEGREDO  ESTÁ  NOS  BONS  LIVROS

Esse comentário ofereço aos professores, bibliotecários, pais, enfim às pessoas que compartilham a paixão pela leitura. Falo, então, de três livros da escritora Michèle Petit:
01) “A ARTE DE LER”
02) “OS JOVENS E A LEITURA”
03) “LEITURAS: DO ESPAÇO ÍNTIMO AO ESPAÇO PÚBLICO”.
Percorrendo o mundo, desde a França até a América Latina, Michèle Petit ficou impressionada com os depoimentos de adolescentes e jovens adultos de bairros populares das periferias. Diziam eles: “ os livros não eram meros suportes de informações ou de conhecimentos a que deveriam recorrer para exercitar suas tarefas escolares ou profissionais, nem tampouco se reduziam a um passatempo como outro qualquer. Os livros propiciavam a construção de sentido.”
Diz a própria autora: “ é exatamente essa capacidade de construir sentido, inerente ao exercício da leitura, que está no cerne deste livro.” Ela ainda afirma: “ a leitura e a literatura não são enfocadas como ferramentas pedagógicas, mas antes , como uma reserva de liberdade necessária; não constitui uma fuga do real, e sim, uma pausa para curar as feridas de uma realidade demasiado dolorosa. “
No livro “ OS JOVENS E A LEITURA- UMA NOVA PERSPECTIVA”, Michèle, sem receitas mágicas, mas com profundo conhecimento de causa, ilumina por vários ângulos as relações entre os jovens e o livro, no mundo globalizado, apostando no papel fundamental que a leitura pode representar para a construção e reconstrução do sujeito, particularmente, em contextos de crise ou de grande violência social.
No livro “ LEITURAS: DO ESPAÇO ÍNTMO AO ESPAÇO PÚBLICO”, a própria escritora afirma: “ essa obra aborda, entre outras potencialidades da leitura, a descoberta de si mesmo e a abertura para o outro. “ Há neste livro trechos importantíssimos como: “ Cada um de nós tem direitos culturais: o direito ao saber, mas também o direito ao imaginário, o direito de se apropriar dos bens culturais que contribuem, em todas as idades da vida, à construção ou à descoberta de si mesmo, à abertura para o outro, ao exercício da fantasia, sem a qual não há pensamento à elaboração do espírito crítico.” (pág. 23).
Já na pág. 112 – com conhecimento profundo sobre os bons livros, ela acrescenta: “ Sempre digo que ao escutar os leitores, recordamos que a linguagem não pode ser reduzida a um código, a uma ferramenta de comunicação, a um simples veículo de informações. A linguagem nos constitui. Quanto mais somos capazes de dar nome ao que vivemos, às provas que enfrentamos, mais aptos estaremos para viver e tomar certa distância em relação ao que vivemos, e mais aptos estaremos para nos tornarmos sujeitos de nosso próprio destino. Podem nos quebrar, nos mandar embora, nos insultar com palavras e também com silêncios. Outras palavras, porém, nos dão lugar, nos acolhem, nos permitem voltar às fontes, nos devolvem o sentido de nossa vida. E encontramos nos livros algumas dessas palavras que nos restauram. Em particular, em obras cujos autores tentaram transcrever o mais profundo da experiência humana, desempoeirando a língua. Ter acesso a elas não é um luxo: é um direito, um direito cultural, como o acesso ao saber. Porque talvez não haja sofrimento pior que ser privado de palavras para dar sentido ao que vivemos. “
Devo esclarecer: esses livros não são de ficção. São livros com textos de conferências, realizadas em países da América Latina e voltadas, entre outros, para bibliotecários, pais, professores, mediadores de leituras e profissionais dedicados á formação de leitores de modo geral. Em comum, esses ensaios destacam a leitura como atividade de resistência e indagação, a qual permite a muitas pessoas, em circunstâncias desfavoráveis, tornarem-se agentes de seus destinos.


Publicado por: Douglas Varela Data: 14/05/2018 06:40

Fotos




Principais Notícias

Publicado em 15/08/2018 20:04 por Jardel Martinazzo

Homem é atingido por dois tiros em Herval d'Oeste

Um homem foi baleado com dois tiros por volta das 18h desta quarta-feira (15) na Rua 1º de Janeiro, bairro São Jorge, [...]

Publicado em 15/08/2018 09:55 por Jardel Martinazzo

Verdade ou Fake News - Suposto assassinato de dupla em fazenda da região viraliza nas redes sociais

Na noite desta terça-feira, dia 14, viralizou entre os grupos de WhatsApp de Capinzal, Ouro e região a informação [...]

Publicado em 15/08/2018 07:10 por Jardel Martinazzo

Mulher fica ferida após veículo despencar em barranco no centro de Herval

Bombeiros levaram mais de uma hora para resgatar uma mulher das ferragens de um Fusca que despencou em um barranco na [...]

Outras notícias

Publicado em 15/08/2018 10:29

Adolescente de 14 anos confessa ter assassinado idosa na Vila Sete de Julho

Na manhã desta quarta-feira, dia 15, a Polícia Civil divulgou uma nota a qual [...]

Publicado em 14/08/2018 07:18

Caminhoneiro que atingiu veículo estacionado tentou se evadir do local

No começo da noite desta segunda-feira (13), por volta das 19h, a Polícia [...]

Publicado em 14/08/2018 06:33

Solenidade comemora formatura dos Bombeiros da Melhor Idade em Piratuba

Aconteceu na última sexta-feira (10) no Batalhão do Corpo de Bombeiros [...]

Publicado em 13/08/2018 10:03

Câmara de Ouro realiza nesta noite a segunda sessão ordinária do mês de agosto

Os vereadores do município de Ouro reúnem-se novamente na noite desta [...]

Publicado em 12/08/2018 19:21

Disputada a última rodada da primeira fase da Copa Capinzal de Futebol

Foi disputada na tarde deste domingo, dia 12, no Distrito de Alto Alegre, a [...]

Publicado em 12/08/2018 08:09

Jovem fica ferido após saída de pista na SC-150 em Água Doce

Um jovem de 20 anos ficou ferido após saída de pista na madrugada deste [...]